Emanuela da Silva Strunck

Emanuela da Silva Strunck

 
Emanuela da Silva Strunck
Wednesday, 1 Sep 2010, 00:21
Apresentem aos seus colegas a distância os dados relevantes ao projeto de intervenção pedagógica observados em suas escolas, comunidades e municípios. Esta é uma oportunidade para que se conheçam diferentes realidades sociais educativas e, quiçá, as mesmas realidades sob diferentes olhares.
Imagem de Erica De Lima Pinto Saraiva
Projeto Educação Integral e Integrada
por Erica De Lima Pinto Saraiva - Wednesday, 1 Sep 2010, 16:41
 

É comum que se delegue à Escola a formação do cidadão, conferindo-lhe total responsabilidade pela educação, sobretudo nos primeiros anos de vida, já que é o lugar onde a criança ou o jovem se desenvolve, se socializa e constrói sua identidade.

Entretanto, embora seja a Escola o espaço onde se dá a sistematização formal do conhecimento humano, a educação-formação do indivíduo acontece em muitos outros espaços onde ele realiza suas atividades sociais, não cabendo exclusivamente à Escola a incumbência de fazê-lo.

Os mesmos mecanismos sociais que responsabilizam a Escola e somente ela pela educação, simultaneamente favorecem, ao fazê-lo, uma disjunção dela com a comunidade social em que está inserida, afastando-a do restante da sociedade. Este afastamento, ao mesmo tempo em que impede o aluno de compreender e pensar a realidade social em que vive, não permite que a comunidade perceba seu compromisso para com o aluno e para com a educação como um todo.

A situação sócio-econômica da população local é de renda baixa, em que a maioria dos trabalhadores ganha um ou dois salários mínimos.
Percebe-se também a falta de estrutura social, decorrente de uma consciência crítica da população, pois esta se acomoda aos problemas sociais existentes, tais como: desemprego, falta de higiene, saneamento básico, drogas, alcoolismo, desestruturação familiar, moradia, alimentação.

Há também uma rotatividade consideravelmente grande de alunos que se matriculam e logo se transferem da escola, pois a vinda de famílias em busca de melhores condições de vida justifica a não permanência e obviamente a evasão escolar. A escola recebe matrícula de alunos oriundos de outras cidades por diversos motivos, bem como transfere alunos para outras escolas por pertencer a uma cidade litorânea e haver mais serviços na temporada.

A escola não trabalha sob a perspectiva de educação integral e integrada e sim com o Sistema Municipal de ensino.

Imagem de Dilma Hermenegilda da Silva
Re: Projeto Educação Integral e Integrada
por Dilma Hermenegilda da Silva - Thursday, 2 Sep 2010, 15:33
 

       Ola Erica, concordo com voce quando fala sobre o papel que está sendo delegado a escola, "responsabilidade pela educação", penso que este papel seria dos pais e a escola daria então a continuação. Tem sido a cada dia mais paternalista o papel da escola, pois os pais tem jogado esta responsabilidade para a mesma.

       Como voce coloca sobre a situação de sua escola, com a minha também não é diferente, trabalho em um bairro onde as pessoas vem e vão o ano todo. A maioria delas vem em busca de trabalho temporário no verão. Enquanto isso as crianças sofrem com essa entrada e saída de escolas, muitas vezes estão perdidas quanto o que estão estudando. Outras nem mesmo são matriculadas em outras escolas acabam ficando sem estudar por um tempo enqanto os pais não decidem onde ficam e voltam perdidos.

     A escola onde trabalho é municipal e não é  uma escola integral e integrada.

Imagem de Dilma Nienköetter da Silva
Re: Projeto Educação Integral e Integrada
por Dilma Nienköetter da Silva - Thursday, 2 Sep 2010, 21:52
 

Olá Érica e Dilma!

Concordo com vocês duas. Parece que temos os mesmos problemas, só muda o endereço da escola. Todo problema se concentra na situação socioeconômica das famílias. Os pais sempre procurando melhores condições de trabalho e os filhos rolando de escola em escola. A educação não tem continuidade, os alunos estão sempre começando, isto quando estão matriculados.

Imagem de Elza Pascoalina de Souza Grott
Re: Projeto Educação Integral e Integrada
por Elza Pascoalina de Souza Grott - Monday, 27 Sep 2010, 11:08
 

A perspectiva da escola onde a Érica trabalha é a mesma onde trabalho. Não há ainda um comprometimento de implantação da EII. As possíveis possibilidades de estendermos a escola para além dos muros, vai sendo construída por nós professores, procurando auxílio das pessoas da comunidade que possam nos ajudar a implantar algumas atividades extra classe. É um passo pequeno, mas que para eles está fazendo muita diferença.Creio que para termos uma escola em tempo integral, necessitaríamos do comprometimento do município, pois só assim alcançaremos nosso propósito: A escola proporcionando a plena formação do cidadão. 

Imagem de Dilma Nienköetter da Silva
Re: Emanuela da Silva Strunck
por Dilma Nienköetter da Silva - Thursday, 2 Sep 2010, 22:40
 

Trabalho numa escola que já implantou o projeto de Educação Integral e Integrada desde 2004.

Nossa escola atende a porção mais carente do bairro, uma comunidade que caracteriza-se por um intenso fluxo migratório, tanto de entrada como de saída de pessoas, oriundas de diversas partes do estado e do restante do país. Esta condição itinerante de uma parte considerável de seus moradores, se reflete negativamente no desenvolvimento educacional das crianças, privadas da continuidade de um processo de ensino-aprendizagem.

Os alunos que frequentam a Escola Integral Integrada são da 1ª a 4ª série. Cada turma fica 3 dias por semana no período integral, os outros 2 dias eles vêm só no turno regular.

Os alunos almoçam na escola, onde cada um serve seu prato no buffet, também aprenderam a usar os talheres. É muito bom ver o desenvolvimento de cada um, saber portar-se à mesa. Também tem os lanches nos dois períodos, matutino e vespertino.

Imagem de Emanuela da Silva Strunck
Re: Emanuela da Silva Strunck
por Emanuela da Silva Strunck - Friday, 3 Sep 2010, 11:10
 

Olá colegas!

Percebo que estão no caminho certo! Parabéns pelas primeiras discussões e continuem trocando informações e experiências c/ os demais colegas do nosso grupo de estudos. Questionem, opinem, troquem ideias sobre o projeto, essa etapa é muito importante.

Abraços,

Tutora Emanuela.