Sara Divina Melo da Silva

 
Imagem de Lucas Zago
Sara Divina Melo da Silva
por Lucas Zago - quarta, 1 Set 2010, 00:28
 
Apresentem aos seus colegas a distância os dados relevantes ao projeto de intervenção pedagógica observados em suas escolas, comunidades e municípios. Esta é uma oportunidade para que se conheçam diferentes realidades sociais educativas e, quiçá, as mesmas realidades sob diferentes olhares.
 
foto de Vanelli
Re: Sara Divina Melo da Silva
por Vanelli Ferreira de Oliveira - quarta, 1 Set 2010, 21:15
 

Olá colegas,

Penso que a característica mais relevante e talvez que mais caracterize a escola onde trabalho é o fato de ela ser localizada na zona rural, do município de Tubaráo, longe de museus, cinemas, praças, bibliotecas, entre outros espaços públicos.

Esta localiza;áo favorece algumas situaçóes , porém é um entrave para outras. Cito como entrave a necessidade de grande parte dos alunos, serem atendidos pelo transporte escolar.

Nossa escola participa de projetos que oferecem  pintura, desenho, dança, informática e futebol no contra turno , porém apenas para os estudantes que moram próximo da escola, já que os demais náo contam com transporte para estas atividades.

Contamos com espaço e salas especificas para vídeo, informática, artes, um museu de história, biblioteca e pequena horta.

Temos na comunidade um campode futebol particular, que empresta o espaço para nossa s aula sde educaçao física e futebol, também uma pista de motocross com corridas de alcance regional e arrancadóes . Ainda desfrutamos do saláo paroquial, da igreja católica, onde fazemos as festas da escola e acontecem outros eventos da comunidade e onde o grupo de máes e idosos se reunem. Contamos com um posto de saúde com atendimento a saúde da família, com médico, dentista e enfermeiro. O dentista com frequëncia realiza atividades de prevençao e atendimento na escola.

As ruas no local sáo em grande parte de cháo, tendo apenas pavimenta;áo, a estrada geral que passa por várias comunidades.

Vanelli Ferreira de Oliveira

Polo Tubaráo

Imagem de Vanilema Feltrin
Re: Sara Divina Melo da Silva
por Vanilema Feltrin - quinta, 2 Set 2010, 14:05
 
Olá, Vanelli! Na escola onde trabalho, no município de Araranguá, enfrentamos o mesmo problema de vocês, apesar de a escola se localizar no centro da cidade. Os nossos alunos, em sua maioria, vem de bairros distantes, dependendo do passe escolar.
Abaixo seguem os dados relevantes ao projeto de intervenção pedagógica observados em minha escola, comunidade e município de Araranguá:

Meu município, Araranguá, possui em torno de 55.000 habitantes,com ascendência italiana e açoriana.
A economia é baseada no comércio e agricultura. Possui poucas indústrias, nos últimos anos tem crescido a indústria têxtil. O turismo é fraco.
Possui um teatro (Centro Cultural Célia Belizário de Souza) que fica junto à minha escola e foi construído em parceria com o município, mas é mantido pela escola; um cinema, que fica à cinco km do centro; uma praça central, bem arborizada; dois clubes, um oferece bailes e outros divertimentos e o outro, com uma boa estrutura, oferece a prática de diversos esportes, como academia de ginástica, natação e hidroginástica, também possui espaço para caminhadas, futebol de campo e quadra de tênis, além de amplo espaço para festas; em duas comunidades realiza-se anualmente a Festa do Divino e algumas escolas apresentam o Boi-de-mamão.
Possui, entre as escolas do estado e do município, duas escolas privadas de ensino regular completo e duas de ensino regular até o quinto ano; uma escola de música; uma escola de dança de salão; três escolas de Informática, três escolas de Idiomas (Inglês, Espanhol e Francês).
Na minha escola (Escola de Educação Básica de Araranguá), estudam cerca de 1.500 alunos. É uma escola de Ensino Médio, localizada no Centro da Cidade e os alunos, em sua maioria, se deslocam de bairros distantes, de ônibus, utilizando o passe escolar. Outros vão de bicicleta e os que moram mais próximo, vão a pé. São de família de baixa renda. Muitos já estão no mercado de trabalho. Os que estudam de dia, trabalham um período menor, mas os que estudam à noite, trabalham o dia todo. Mas, a maioria trabalha na lavoura, ajudando seus pais.
A minha escola oferece o Ensino Médio Regular, Curso de Técnico em Turismo, Curso de Técnico em Contabilidade e Curso Magistério – Educação Infantil, Séries Iniciais. Estes últimos com quatro anos de freqüência. Participa sempre das olimpíadas nacionais e no ano de 2009, participou da Olimpíada de Astronomia e ganhou uma luneta. Dois alunos se classificaram para ir ao Rio de Janeiro, mas não foram por falta de verba. A escola também possui parceria com o EMOSC e alguns alunos maiores de idade e alguns professores doam sangue a cada dois meses.
Os alunos pouco participam de atividades culturais, somente quando estas se realizam no mesmo turno (teatro, exposições, feiras),pois não podem se deslocar no turno contrário, já que dependem de ônibus e utilizam passe escolar. Mas na cidade sempre há shows, teatros, exposições, feiras, parque de diversões, etc. Muitos desses alunos, entram pela primeira vez num teatro, o Centro Cultural Célia Belizário de Souza, quando vem estudar aqui. Quando há apresentações teatrais, todos gostam de participar e se divertem muito. A escola possui também uma fanfarra, “Banda Batuca”, composta e regenciada pelos alunos, que desfila sempre no Sete de Setembro. Possui ainda uma rádio, coordenada pelo professor de filosofia e dirigida por quatro alunos de cada período. Esta rádio é utilizada, geralmente no intervalo (recreio), tocando música e mandando recados.
Minha escola possui, além do Centro Cultural, uma quadra aberta poliesportiva e um ginásio coberto; vinte e duas salas de aula, distribuídas em dois pisos com acesso pelas escadas e por uma rampa, um Laboratório de Informática e um de Ciências, um refeitório amplo. Todas as salas possuem TV e DVD.
Zenaide
Re: Sara Divina Melo da Silva
por Zenaide Teresa Martins Butzke - sexta, 3 Set 2010, 10:02
 
TRABALHO EM UMA ESCOLA QUE JÁ IMPLANTOU O PROJETO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL E INTEGRADA DESDE 2004. NESSE PROJETO ESTÃO INCLUÍDOS OS ALUNOS DE 1ª A 4ª SÉRIE. CADA TURMA FICA TRÊS DIAS POR SEMANA NO PERÍODO INTEGRAL ONDE RECEBEM TRÊS REFEIÇÕES E DOIS DIAS NO REGULAR. CONTAMOS COM UM ESPAÇO E SALAS ESPECÍFICAS PARA VÍDEO, INFORMÁTICA, BIBLIOTECA, QUADRA DE ESPORTES E UMA PEQUENA HORTA.
A SITUAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA DA POPULAÇÃO LOCAL É DE BAIXA RENDA. NOSSA ESCOLA ATENDE A POPULAÇÃO MAIS CARENTE DO BAIRRO. NESSA COMUNIDADE É VISÍVEL A FALTA DE ESTRUTURA SOCIAL, POIS APRESENTA DIVERSOS PROBLEMAS SOCIAIS COMO FALTA DE HIGIENE, ALIMENTAÇÃO, AUSÊNCIA DA FAMÍLIA... ESSA COMUNIDADE É CARACTERIZADA POR UM INTENSO FLUXO MIGRATÓRIO TANTO DE ENTRADA COMO DE SAÍDA DE PESSOAS ORIUNDAS DE DIVERSAS PARTES DO ESTADO E DO RESTANTE DO PAÍS, HAVENDO UMA ROTATIVIDADE DE ALUNOS QUE SE MATRICULAM E LOGO SE TRANSFEREM DA ESCOLA, DEVIDO A BUSCA DAS FAMÍLIAS POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA. ESSA SITUAÇÃO DE VAI E VEM DAS CRIANÇAS ACABA PREJUDICANDO O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DELAS.
Imagem de
Re: Sara Divina Melo da Silva
por - sexta, 3 Set 2010, 23:49
 

A escola em que estou realizando meu relaório, tende a ampliar e aplicar uma pedagogia diferenciada, pautada na metodologia de projetos, isto é, levando em conta o que acontece fora da escola, nas transformações sociais e nos saberes.

A enorme produção que caracteriza a sociedade atual é aprender a dialogar, de maneira crítica.

Assim, leva-se em conta, que todos os alunos podem aprender, de

diferentes formas, exigindo dos docentes uma atitude interdisciplinar, e

posteriormente os conteúdos, rompendo desta forma a fragmentação tão

presente em sala de aula.

Entendem que nenhum indivíduo aprende sozinho, e é na interação que

a aprendizagem de fato acontece, pois somos todos sujeitos que vivem em

constante transformação, transformamo-nos com a sociedade e como sujeitos

interagindo transformamos a sociedade.

Nessa unidade escolar trabalha-se muito em equipe,

contextualizando-se o conhecimento.

O processo de ensino e aprendizagem,como já enfatizei, ocorre

através da interação e da mobilização, provocando assim o interesse pelo

conhecimento potencial, no confronto das idéias nas trocas e nas

socializações. Todo sujeito aprende por meio de ações mediadas que permitam

realizar estruturações mentais em níveis superiores.

Objetivo Geral

Assegurar a continuidade da Escola Pública Integrada, atendendo a

comunidade escolar, em que está inserida e ampliar as oportunidades de

aprendizagem, com ação pedagógica planejada, organizada, sistemática,

permitindo ao aluno uma formação integral.

Objetivos Específicos

 Conscientizar e oportunizar ao aluno novos conceitos de uma pedagogia

holística e de uma nova aprendizagem, para a realização de sua

liberdade e cidadania;

 Redimensionar a prática pedagógica com vistas a atender este novo

modelo de escola;

 Incentivar na escola o desenvolvimento da cooperação e de uma cultura

de solidariedade;

 Promover atividades artísticas e culturais, que envolvam os alunos;

 Garantir a organização e os procedimentos das atividades,

proporcionando mudanças qualitativas no aluno e no meio social em que

está inserido.

A construção do conhecimento se dá com a troca de saberes e também

deve partir da interdisciplinaridade, contemplando valores como: dinamismo,

criatividade, originalidade, aprender de forma lúdica, desafiadora, investigativa

e comprometida. A espontaneidade deve partir da curiosidade rumo à

construção do conhecimento.

Imagem de
Re: Sara Divina Melo da Silva
por - sábado, 11 Set 2010, 10:43
 
Bom dia Sara, fiz a coleta de dados da comunidade escolar do Maria Linhares de Souza de Itapema, encontrei bastante dificuldade, pois os projetos que já estão sendo desenvolvidos, não constam no PP, ele está sendo reformulado é muito antigo. Os projetos que a escola tem são: Fanfarra, Dança, Dança de rua, Taekwindo e outros.
A partir desses dados que iniciarei com o meu projeto.
A escola possui uma estrutura excelente, tem quadra coberta, salas amplas com ar condicionado, anfiteatro, laboratório de informática...
A maioria das pessoas não são nativas do município.
Quando as crianças não estão na escola, ficam brincando na rua, pois não há uma pracinha, ou lugar adequado para brincarem.